segunda-feira, 29 de maio de 2017

Previsão

Um dia a gente vai se esbarrar
Numa porta de padaria
Eu saindo e você chegando
Você com pressa e eu sorrindo

Um dia você vai me​ acenar
A mão espalmada ao lado da orelha
E vou ter um ataque de riso
Nosso código não terá sido esquecido

Um dia você vai se perguntar
Por que ainda escrevo sobre você
Depois de tanto tempo
Tanto vazio, tanto vento

E verá que as minhas tatuagens
São de outras tintas
Outras marcas, outras linhas

Mais camadas e quelóides internos
Passam verões, passam invernos
E você também não vai esquecer

Nenhum comentário:

Postar um comentário