terça-feira, 8 de agosto de 2017

Para o E.

Um dia, os seus olhos se cansarão da procura. Quando você fechá-los, é o meu rosto o que verá.
Um dia, você enjoará de tanto chão. Tanto barulho, tanta amplidão. É entre os meus braços que se encontrará.
Um dia, esgotado pelo esforço, satisfeito ou não com o resultado, de propósito ou por acidente, a semente brotará.
Um dia, você deitará ao meu lado e pedirá para, daquela vez, ficar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário